Review de Mad Love

 

Olá a todos.

Sem uma grande introdução em mente para este post, venho dizer-vos que sim, vou fazer mais uma review. Esta é outra review inesperada, afinal de contas, sem ninguém estar à espera, uma das cantoras mais carismáticas do teen pop – JoJo – lançou o seu novo álbum e já esta a causar um certo buzz nos media.
Este é o seu primeiro álbum em muitos anos, o que faz deste um material de comeback. Tendo em conta o difícil percurso da carreira de JoJo, que de certa forma se viu vítima das circunstâncias do mercado à semelhança de Vanessa Carlton e de outras artistas que se tornaram bastante populares no início dos anos 2000, Mad Love teria de ser sinónimo de um regresso em força, algo grandioso. JoJo poderia ter optado por dois caminhos – continuar a fazer música pop ou então limpar por completo a sua imagem e dedicar-se a outros géneros musicais. No caso de Vanessa Carlton, que optou pelo último após alguns anos, sacrificando o teen pop e entrando numa onda mais alternativa, folk e dream, JoJo decidiu não arriscar esse caminho e manteve-se fiel ao pop que sempre quis fazer.

Apesar de continuar no pop, algo em JoJo mudou – ela não se limita a fazer música com letras demasiado “infantis” e arranjos iguais aos de outrora. Ela cresceu. O mercado obrigou-a a crescer. A deixar o som do passado para trás. De certa forma, JoJo inconscientemente seguiu um caminho semelhante ao de Vanessa Carlton mas não de uma forma tão radical – afinal de contas Jojo não se desligou das tendências do mercado, mas soube conjugá-las e fazer algo que definisse aquilo que pode vir a ser um momento de viragem na sua carreira.

https://i0.wp.com/www.rap-up.com/wp-content/uploads/2016/09/jojo-mad-love.jpg

Sobre o álbum em si

Mad Love é um álbum com 15 faixas na sua edição deluxe e com a duração de 55 minutos. Curiosamente possui o mesmo número de faixas e os mesmos minutos de duração que Dangerous Woman de Ariana Grande e as semelhanças não acabam por aqui.

Mad Love começa de forma bastante simples com Music – uma faixa melancólica, em que o piano é o destaque. A primeira impressão de que temos deste álbum é de que se trata de algo triste e que não nos conseguirá animar. Mas isto não passa da primeira impressão mesmo.
A faixa número dois, I Can Only, marca o verdadeiro começo do álbum. A atmosfera muda completamente e a partir daqui temos a sensação de que Jojo tenta aproximar-se de Ariana Grande – a faixa lembra-nos Everyday de certa forma.
A partir daqui a atmosfera sonora do álbum mantém-se consistente, havendo poucos momentos de afastamento do som indietrónica e R&B, com algum dancepop pelo meio. A prestação vocal de JoJo também mantém-se firme e forte – mais uma vez relembra-nos um pouco o timbre de Ariana Grande em certas faixas.

FAB é um dos destaques deste álbum. Descontraída, divertida, um hino dedicado ao grupo de “meninas falsas atiradiças” (com destaque talvez à cabeça de cartaz desse tal grupo), ficará no ouvido durante muito tempo. Mad Love dá continuidade ao álbum num ritmo ligeiramente mais calmo, apesar de ser uma boa faixa não é de todo um dos grandes destaques do álbum com exceção talvez da prestação vocal de JoJo.

Vibe marca uma quebra no ritmo calmo que até agora reinava e entra com dance/electro pop. Curiosamente JoJo canta “Boy don’t be killing my vibe” sendo que esta faixa faz precisamente isso mesmo – a vibe calma dá lugar a uma vibe animada e de dança. Não que isso seja de todo mau.
Honest retorna com a mesma vibe calma, que evolui progressivamente para uma faixa de dance alternativo só que não tão “pesada” como Vibe. A forma suave e discreta como evoluiu para uma faixa de dance alternativo faz dela mais um dos grandes destaques neste álbum.

Like This e Edibles são provavelmente o ponto baixo do álbum, principalmente a primeira. Apesar de serem muito boas, não conseguem impor-se da mesma forma que o restante das faixas, ainda assim merecem ser ouvidas até ao fim (e até repetidas!). Depois desta ligeira “baixa” temos aquela que provavelmente será considerada por muitos a grande surpresa de Mad Love, High Heels – decidi simpaticamente apelidar esta faixa de a Dangerous Woman” da JoJo (não consegui não dar conta de algumas semelhanças com Ariana Grande novamente).

A partir deste ponto o álbum vai alternando entre uma faixa calma com outra mais mexida. Num registo mais calmo e pessoal, que nos relembra a primeira faixa, entra I Am com uma excelente performance vocal, sendo seguida por Clovers que marca o regresso da eletrónica mais “pesada”. Reckless é provavelmente o destaque dos destaques deste álbum – é mágica, relaxante, inspiradora, faz-nos voar, leva-nos às estrelas… Enfim, a definição de “perfeição” encontra-se aqui!

Das estrelas voltamos ao planeta Terra. Imaginem uma loja de roupas como a Stradivarius, agora ouçam Good Thing e quase nem precisam imaginar mais – esta é digna de passar em todas as lojas de roupa do mundo, encaixa perfeitamente. Rise Up tenta encontrar um equilíbrio entre o calmo e o mexido que se viu nas faixas anteriores, fechando Mad Love em grande!

Considerações finais

Mad Love tem tudo o que um verdadeiro comeback precisa – faixas consistentes, excelente prestação vocal e muito mais! Apesar das muitas semelhanças com Dangerous Woman de Ariana Grande, Mad Love consegue marcar a sua posição e não se limita a uma reles cópia de algo que já foi lançado este ano, em vez disso consegue pegar nos elementos positivos do mercado atual e junta-os todos num só trabalho.

No final de contas JoJo demonstrou que apesar de a sua carreira ter estado “em coma musical” durante muito tempo, ela consegue voltar com algo que o mercado espera e com certeza receberá de braços abertos caso haja uma boa promoção.

Nota final: 8,5 de 10.

Anúncios

2 Comments Add yours

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s